11set
2019
0

Cuidados para o verão

As altas temperaturas pela Europa e EUA, deram seu recado: o verão será quente e o calor escaldante. Por aqui, ainda no inverno, já sentimos o sol  mais forte e as temperaturas mais altas.

Assim, alguns cuidados com a pele da criançada são fundamentais para garantir a diversão sem entraves durante as férias.

Aqui vão algumas dicas:

1. Para ir à praia, é importante saber que crianças só podem tomar sol a partir de dois meses de idade, nos horários em que o sol esteja mais fraco (antes das 10h e depois das 17h), não esquecendo o chapéu para proteger o rosto. O tempo de exposição ao sol deve ser aumentado gradualmente.

2. O protetor solar é o principal! É preciso passar bem a cada duas horas, mesmo se a criança não entrar no mar.

3. Às vezes, a criança pode aparecer com manchas vermelhas, ardência e bolhas, mas nem sempre é queimadura. Alguns animais marinhos, como a água viva, podem causar esses efeitos após o contato com a pele.

4. Com excesso de suor no calor, a quantidade de fungos aumenta na pele, o que pode ocasionar manchinhas claras e escuras no tórax e no dorso, com uma fina descamação na superfície.

5. Transmitido por lesões e fezes de animais como cães e gatos, o bicho geográfico – uma espécie de larva – pode causar  ferimentos avermelhados, migratórios e coçam muito. O tratamento é simples (com pomadas e vermífugos), mas deve ser iniciado assim que for detectado.


* PROBLEMAS E SOLUÇÕES PARA A PRAIA

Queimadura causada por água-viva – Na hora, água do mar ou vinagre. Isso ajuda a reduzir a dor. Se ela for intensa, faça uma pasta com vinagre e farinha de trigo. Nunca lave o local com água doce.

Cortar o pé na pedra – Lave com água e sabão para evitar infecções e cheque se a vacina de tétano está em dia. Se o corte for superficial, não precisa de curativo. Se for profundo, é necessário levar ao pronto-socorro.

Furar o pé no ouriço – Faça uma imersão em água morna e sabão, para diminuir a dor e a inflamação, e não deixe a criança apoiar o pé no chão. Jamais arrisque tirar o espinho. Isso deve ser feito no pronto-socorro.

Picada de inseto – Limpe o local com água e sabão. Aplicar pasta d’água mentolada ajuda a reduzir a coceira. Mas o ideal é evitar a picada, com um repelente natural de citronela.

Brotoeja – Dissolva 1 colher (sopa) de amido de milho em 1 litro de água. Enxágüe a criança com este produto ao final do banho. A mistura dá sensação de frescor e reduz o problema.

Fonte: *Lucília Santana Faria, coordenadora médica da UTI Pediátrica do Hospital Sírio-Libanês

toalhas_02
Toalhas divertidas

Veja mais dicas para bebês em Revista Crescer

Por Agência DB



Sem Comentários Ainda

Comentar