Titular contra o Cuiabá, Rafinha comemora vitória do Grêmio e projeta evolução no Brasileiro: "A maré vai virar" e Betmaster

Com apenas mais um jogo para fechar o turno do Campeonato Brasileiro, o Sport e Cassino Pokerstars vê a sua situação ficar cada vez mais complicada e o time se afunda na zona de rebaixamento.

dentinhosDente de leite não é para sempre, então não precisamos nos preocupar com ele, certo? Errado! A cárie, provocada por bactérias presentes na boca, também ataca os dentes de leite e pode causar ter diversas consequências, como problemas de fala e mal desenvolvimento da arcada dentária.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 60% da população mundial infantil tem cáries. A estatística é grave, mas a solução não poderia ser mais simples: limpeza e higienização, desde muito cedo. Muito cedo mesmo!

Já na gravidez, a mãe precisa ficar atenta, pois os dentes de leite começam a se formar na sexta semana da gravidez. Evitar álcool e outras drogas, ter bons hábitos alimentares e preparar bem os seios para a amamentação são algumas das atitudes que devem ser tomadas. A grávida também deve ficar atenta à sua própria saúde bucal e ir periodicamente ao dentista.

Téo, Bel, Lia e Ton: os Dentes da Fada criados pela Dani Lessa. R$ 38,50 cada
Téo, Bel, Lia e Ton: os Dentes da Fada criados pela Dani Lessa. R$ 58,00 cada (Leia mais aqui)

Depois do parto, os cuidados com a boca do bebê também entram na lista de afazeres da nova mamãe. Embora a dentição ainda não tenha nascido, é essencial limpar a boca do bebê após cada mamada. A limpeza é feita com algodão ou gaze embebidos em água filtrada ou fervida. É muito comum as pessoas acharem que o bebê está imune às cáries enquanto for alimentada apenas com o leite materno, mas isso é um mito!

Quando os primeiros dentinhos aparecem, é hora de iniciar a escovação. A escova deve ser especial: pequena e bem macia. É importante que os pais levem a criança ao dentista para receber a orientação certa. Uma boa dica é que os pais não só supervisionem a escovação das crianças, como também sirvam de exemplo. Escovar os dentes e passar o fio dental na frente dos filhos, por exemplo, faz com que eles se acostumem com essa nova rotina.


Veja dez motivos para tratar os dentes de leite com todo o respeito.

1 – Eles são fundamentais para a criança adquirir as funções de mastigação.
2 – Os dentes de leite ajudam o desenvolvimento da parte óssea da face.
dente_3 – A primeira dentição contribui para a formação de uma arcada harmônica.
4 – Os primeiros dentes têm um papel muito importante no desenvolvimento da fala.
5 – Quando perde o dente de leite antes da hora, a criança pode ter dificuldade para articular certos fonemas.
6 – A manutenção do espaço para o permanente é garantida pelo dente de leite.
7 – O dente de leite orienta a erupção do permanente, para que este não nasça torto ou inclinado.
8 – Infecções na primeira dentição podem afetar o germe do dente permanente.
9 – A falta precoce e prolongada de um dente de leite pode causar falhas estéticas, com conseqüências psicológicas para a criança.
10 – A perda precoce dos dentes de leite propicia a instalação de mal-oclusões na dentição permanente.

Mamada noturna

Quanto mais cedo a mãe conseguir eliminar a mamada do meio da noite, melhor para os dentes de leite. É que ela é um prato cheio para as bactérias causadoras da cárie.

A dificuldade de fazer a higiene correta dos dentes do bebê faz com que uma maior quantidade de lactose (o açúcar do leite) fique por mais tempo fermentando na boca, produzindo um meio propício à proliferação das cáries. Além disso, a produção de saliva (que é um protetor natural contra as cáries) diminui durante a noite, facilitando a ação das bactérias.


 

Related posts

Comentários ( 2 )

  • JEANNY GOMES

    NO MEU FUTURO QUERO SER DENTISTA

    • Dani Lessa

      Olá, Jeanny!
      Que bom!!! Muito sucesso – e estudo – pra você! 😉
      Obrigada pela visita em nosso blog.

Escreva um comentário

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?