Por Ponto & Vírgula

O mundo atual oferece diversas opções de distração, principalmente para as crianças. DVD, vídeo-game, internet… A tecnologia seduz os pequenos de todos os lados, por isso é fundamental que os adultos incentivem a leitura.

“A leitura é a base do conhecimento. No futuro, as crianças que leem serão pessoas críticas, saberão fazer melhor suas escolhas”, afirma Gislene Gambini, proprietária da nove.sete, livraria paulistana especializada em livros infantis e juvenis.

Mas, embora a maioria dos pais concordem com isso, esbarram numa grande dificuldade: como estimular a leitura quando o computador e a televisão parecem ser tão mais atraentes?

Para começar, a criança deve sentir que o livro é seu, e não algo intocável e inatingível. A dica, então, é: não se preocupe com o livro! Deixe que o livro se torne um brinquedo. Aos poucos, a criança verá o livro como parte de sua vida, e a leitura será uma atividade prazerosa.

Outra dica é levar a criançada para escolher os livros, e não simplesmente chegar com eles de presente. Segundo Gislene, frequentar livrarias é um ótimo incentivo. “O contato com a diversidade e com o livro, deixar a criança escolher o que quer ler… Tudo isso faz com que a criança crie uma relação com a leitura”, afirma.

Além disso, os pais precisam estar cientes de que são um modelo de comportamento. De nada adianta dar sermão se as crianças não os veem lendo regularmente. Portanto, é essencial criar o hábito da leitura em família.

Quando começar? Não é preciso esperar a criança ficar grandinha. Já a partir dos 6 meses de idade, as cores e as formas dos livrinhos chamam a atenção e ajudam no desenvolvimento intelectual dos pequenos. Não faltam opções no mercado editorial para todas as fases da infância.

Livraria nove.sete
Endereço: Rua França Pinto, 97, Vila Mariana
Tel.: 5573-7889

O site da revista Crescer tem muitas dicas de livros. Clique aqui.

Related posts

Escreva um comentário

× Como posso te ajudar?